Você precisa aprender a dizer

dificuldade de impor limites, God, uma mulher melhor, uso de drogas ou álcool,

Você precisa aprender a dizer

Se recusar a atender um pedido, para muitas pessoas, é algo muito difícil de fazer. Confira por que é tão importante saber se impor nas mais diversas situações

Você já aceitou um convite para sair quando, na verdade, não gostaria de ter saído? Concordou com algo apenas para agradar alguém? Dizer “sim” para tudo e para todos pode ser muito prejudicial. Por que muitas pessoas têm medo de dizer “não”?

Segundo a analista Fabiana Nascimento Paula Marquez, de 42 anos, (foto abaixo) isso acontece porque a pessoa tem medo de desagradar, decepcionar ou até de ser reprovada. Fabiana era a mulher do “sim”: fazia tudo que pediam. “Minha mãe e meus avós me ensinaram que eu deveria ser solícita. Então, desde pequena, eu tinha receio de dizer ‘não’ e ser considerada mal-educada por isso”, diz.

Com medo de perder amizades, a analista entrou em várias “furadas”. “Era muito estudiosa e não concordava em colar nas provas. Quando estava na 5ª série, aceitei passar a resposta de uma questão da prova, porque tive medo de perder a amizade da pessoa. Por conta disso, fui advertida e ainda levei uma surra da minha mãe ao chegar em casa”, conta.

A psicóloga clínica Thamara Bensi explica que essa dificuldade de impor limites só gera prejuízos “Se a pessoa age dessa forma desde a infância, tende a ser assim também na vida adulta”, relata.

Isso aconteceu com Fabiana. Os anos passaram e ela continuou dizendo “sim”, por receio de ser taxada de chata ou inflexível.

“Teve um dia em que eu estava muito atrasada com uma planilha que teria de entregar naquela tarde e meu chefe me pediu para fazer mais uma série de coisas. Não consegui dizer ‘não’. O resultado? Trabalhei a madrugada toda”, relembra.
No relacionamento com sua filha acontecia o mesmo. “Se ela me pedia uma roupa, eu dizia que não podia comprar, porque estava sem dinheiro naquele momento, mas ela reclamava e eu acabava cedendo”, argumenta.

Aceitar ou não?

Por causa desse desequilíbrio, Fabiana engordou 30 quilos e perdeu a autoestima. Ela só percebeu que era necessário mudar quando terminou o casamento de dez anos para investir em outra relação. “Eu vivi quatro anos com outra pessoa, porque não soube falar ‘não’. Depois, eu e meu marido reatamos. Aprendi a não aceitar qualquer convite”, destaca.

Para aprender a ter autoconfiança, a analista buscou ajuda. “Pedi a direção de Deus para que eu conseguisse a transformação de verdade. Aprendi a me amar mais e refleti sobre tudo que passei na vida. Entendi que o fato de eu falar ‘sim’ para tudo só me prejudicou”, completa.

Hoje ela sabe recusar convites, dá sua opinião quando discorda de algo e estabelece limites. “Minha filha, recentemente, me pediu um celular novo e, como não tinha dinheiro naquele momento, consegui falar ‘não posso comprar outro agora’. Fiquei com dó na hora, mas consegui dizer ‘não’”, revela.

Referência

A especialista Thamara Bensi esclarece que pessoas que não se impõem têm dificuldade para desenvolver relações saudáveis, sejam de amizades, sejam amorosas ou profissionais. “Elas se tornam vulneráveis e se colocam em risco na maioria das vezes. Por exemplo: fazem uso de drogas ou álcool para não se sentirem diferentes dos outros ou vão a lugares que não frequentariam sozinhas”, afirma.

Para Thamara, a pessoa que sabe se impor é sempre reconhecida por isso. “Quando você aprende a se respeitar em primeiro lugar, automaticamente não aceita o desrespeito do próximo. Vivemos em um mundo em que muitas pessoas são influenciadas. Quem tem autenticidade, amor-próprio, equilíbrio emocional e autoestima se destaca”, conclui.
É preciso quebrar o tabu de que pessoa boazinha é aquela que diz “sim” para tudo. Na realidade, quem aceita tudo demonstra uma personalidade insegura e dependente.

Dizer “não” pode ser libertador. Então, reflita sobre as ações e atitudes que você tem aceitado. E a partir de hoje diga “não” aos medos, aos traumas, às más influências e ao que faz você regredir. Diga “sim” para você mesmo.

As vantagens de dizer “não”

– Você não ficará sobrecarregado (a) e conseguirá realizar as atividades com mais tempo e qualidade.

– As situações se tornarão menos angustiantes.

– Você será uma pessoa mais coerente com os seus valores.

– As pessoas ao seu redor notarão a sua autoconfiança.

O Godllywood visa auxiliar mulheres em toda e qualquer situação, desde que ela deseje realmente ser auxiliada e moldada para uma mulher melhor. Participe em um dos nossos seminários ao vivo, todos os Domingos, às 17h somente no Teatro Rainbow, 232 Seven Sisters Rd, Londres, N4 3NX.

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário