Entenda de uma vez: você é o que você consome

conversar com um pastor, de uma forma geral, God, ler a Bíblia,

Entenda de uma vez: você é o que você consome

Os médicos insistem em dizer que somos aquilo que comemos. Se consumirmos alimentos saudáveis e em quantidade adequada, teremos saúde e qualidade de vida. Mas se consumirmos a chamada junk food (comida sem qualidade), açúcar e gordura em excesso, por exemplo, teremos a nossa saúde comprometida. Podem surgir doenças como diabetes, obesidade, câncer, problemas cardíacos, entre outros.

Porém, essa máxima não vale só para a alimentação, mas também para o que a pessoa consome por meio dos olhos e ouvidos: programas de tevê, sites, livros, músicas, filmes e tudo o que a mídia de uma forma geral oferece. Dependendo do conteúdo, podemos acrescentar coisas boas ou ruins à nossa mente e espírito. E isso tem efeito direto em cada área da nossa vida.

A história de Vitor (que pediu para não ter o seu nome verdadeiro revelado), de 51 anos, por exemplo, nos mostra como isso ocorre na prática.

Quando tinha 47 anos ele passou a assistir, quase que diariamente, pela tevê e pela internet, a programas de conteúdo violento, que mostravam crimes, acidentes e mortes. “Eu me tornei ansioso e, aos poucos, comecei a me abalar emocionalmente e psicologicamente, pois pensava que a qualquer momento poderia ser vítima da violência a que assistia”, relata.

Não demorou muito para que não só a sua saúde, mas também o seu trabalho e família fossem prejudicados. “Me tornei um homem nervoso e não dava muita atenção para a minha família. Sou motorista e também era difícil manter o foco e controlar o medo de sofrer um acidente ou ser assaltado. Acabei tendo síndrome do pânico. Suava frio toda vez que tinha que sair de casa; sentia que estava enlouquecendo”, lembra ele.

Fortalecendo a vida com Deus

Até que uma colega do trabalho, ao perceber o seu estado, o aconselhou a parar de assistir aos programas e a buscar mais a Deus. “Nesse momento despertei para a minha situação. Procurei ajuda médica e até a psicóloga me aconselhou a ler a Bíblia e me envolver com as coisas espirituais. Minha esposa também cuidou de mim, me acompanhava até a Universal, orou por mim. Eu uni a medicina e a fé para superar esse momento”, explica.

E Vitor afirma que a experiência trouxe muitos ensinamentos. “Hoje sei que tudo deve ter moderação. Não devo ficar horas vidrado em algo e tenho que tomar cuidado com o que assisto, pois isso tem efeito sobre a nossa vida. É melhor distrair a mente com coisas saudáveis, ter momentos com Deus, ficar com a família, fazer exercícios”, reflete.

Se você acha que a vida que leva tem afetado sua saúde, participe dos nossos encontros semanais todas às terças-feiras.

Tudo que você precisa fazer é comparecer no dia e horário da reunião. Não é necessário marcar atendimento, mas recomendamos a todos que vêm pela primeira vez, ou que tenham alguma dúvida, que procurem conversar com um pastor ou com os obreiros, para serem devidamente orientados.

Você também pode marcar atendimento pessoal fora dos horários das reuniões ligando para 020 7272 1010, ou visite o Centro de Ajuda mais próximo e participe da reunião que melhor se adapte à sua necessidade.

Data: Toda terça-feira
Horário: às 19h30 (também às 7h, 10h, 12h e 15h)

 

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário