Qual a diferença entre problema e tribulação?

A Bíblia explica, justiça de Nosso Senhor, livro de Romanos,

Qual a diferença entre problema e tribulação?

Da hora em que você acorda até a hora em que volta a dormir, você enfrenta situações que exigem atitudes de fé. Mas, para usar a fé certa, você precisa identificar que tipo de situação está enfrentando.

Muitos confundem os problemas que estão vivendo com tribulações. Vivem se lamentando de todo sofrimento que vivem. Mas o que não compreendem é que nem tudo o que dizem ser uma tribulação de fato é. E é preciso que isso fique bem claro.

Há uma grande diferença entre ter problemas e viver uma tribulação.

Geralmente temos problemas quando cedemos às tentações, que vêm por conta de nossas necessidades. Mas não é Deus que nos tenta.

Por exemplo: é natural querermos ser amados, mas nos envolvermos com alguém casado para ter esse amor é errado. A Bíblia explica que podemos ser tentados, mas que cabe a nós resistir e evitar os problemas:

Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.
1 Coríntios 10.13

Para não entrar em tentação é preciso vigiar e orar, afinal, mesmo estando com o espírito fortalecido, nossa carne é fraca (Mateus 26.41).

Mas aí você não vigiou e fez uma escolha errada. Você vai viver as consequências dessa má escolha. E é justamente aqui que muitos pensam estar vivendo uma grande tribulação, quando na verdade estão apenas colhendo as consequências de um erro por darem vazão à própria carne.

Já a tribulação sempre será por causa da fé cristã. Um exemplo disso são as injustiças enfrentadas por sermos cristãos. As calúnias, as piadas, as perseguições. Aliás, toda tribulação está intimamente ligada à perseguição.

Um exemplo bíblico de alguém que enfrentou essas situações é o rei Davi. Por causa da sua fé em Deus, ele enfrentou inúmeras tribulações, mas quando ele caiu na tentação com Bate-Seba, ele arranjou muitos problemas. Ali não era tribulação.

O bispo Macedo ressalta que é preciso identificar em que situação se está vivendo para poder tomar a decisão certa. Se está sofrendo por causa de uma má escolha, então tem que reparar esse erro tomando a atitude correta, que mostra que você é uma pessoa correta, lavada e limpa pelo sangue do Senhor Jesus”, explica o bispo. Mas se o que vive é uma tribulação, não há saída: “Você passa por uma tribulação, vem um alívio, mas depois logo vem outra, por isso vivemos de fé em fé, de luta em luta, de sacrifício em sacrifício, para que possamos manter a nossa fé ativa. Deus permite as tribulações e nunca vai tirá-las da gente porque quer que a gente viva pela fé.

Aperfeiçoamento Divino

O Senhor Jesus nos alertou que teríamos muitas aflições, mas que nem por isso deveríamos desanimar, porque Ele já havia vencido tudo isso (João 16.33).

O apóstolo Paulo, no livro de Romanos, ensina o valor que as tribulações trazem à vida do cristão:

… mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz a perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.

Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.
Romanos 5.3-5

As tribulações nos apuram assim como o fogo faz ao ouro, e, mesmo nesse momento, quando pensamos que estamos sós, estamos errados, pois é nas tribulações que mais nos aproximamos de Deus.

Você sempre será tribulado quando deixar de agradar o mundo para agradar a Deus. Porém, as tribulações são benéficas, porque é com elas que aprendemos a perseverança.

Para você chegar à Eternidade com o Altíssimo, tem que passar pelas tribulações. Isso vai gerar a perseverança, que consequentemente vai torná-lo experimentado, ou seja, com experiência. E ela vai nos dar esperança de que cedo ou tarde a justiça de Nosso Senhor irá se cumprir na nossa vida”, explica o bispo Macedo.

E ele ainda deixa um recado: “Se você está passando por um momento difícil, avalie bem o porquê disso. Se foram escolhas erradas, deve se arrepender delas e voltar à prática da obediência. Se os seus problemas são por causa da sua fé, dê graças a Deus. Isso é bom para você porque irá torná-lo uma pessoa perseverante, experiente e cheia de esperança.

Compartilhe essa mensagem com seus amigos e familiares e os ajude a conservar a fé também.

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário