Por que Deus não me dá o que eu peço

entre outras coisas, está escrito na Bíblia, quem vive verdadeiramente em Deus, Universal da Grande São Paulo,

Por que Deus não me dá o que eu peço

Ela se cuidava corretamente e tinha uma boa aparência. Era bem-sucedida, honesta, dizimista fiel, além de outras qualidades. Aquela mulher, moradora de uma grande cidade, estava solteira. Ela observava as amigas com seus maridos. Era natural que também quisesse o mesmo. Não entendia, porém, o motivo para isso ainda não ter acontecido.

Não havia nenhum bloqueio ou trauma pessoal que a impedisse de ter um relacionamento. Até conhecia homens interessantes e de bem. Era simpática.

Meu Deus, por que o Senhor não me dá um marido?”, perguntava, às vezes, em pensamentos.

Um dia, após uma reunião da Universal, ela não se levantou do assento. Estava pensativa. Notando-a em silêncio, cabisbaixa, no meio do salão já vazio, o pastor se aproximou. Ela começou a falar e ele a ouviu com atenção. Deixou que falasse o quanto quisesse. Até a pergunta final. “Por que, pastor, Deus não me concede um marido?

O pastor riu.
Puxa vida, pastor! Eu falo, confio algo sério, e o senhor ri de mim?
– Não é isso. É a forma como você falou.
– Ainda não entendi – disse ela, meio contrariada.
– Você conhece aquela passagem de Tiago 4.3? E abriu a Bíblia para mostrar à moça.
(…) pedis e não recebeis, porque pedis mal”.

A mulher logo começou a argumentar. Disse que não pedia nada extraordinário. Que era uma pessoa correta. Que sua intenção não era nada ruim, entre outras coisas.

Novamente o pastor deixou que ela falasse à vontade. Em seguida, continuou o raciocínio:
Só usei o versículo para que você entenda algumas coisas. Primeiro, você reparou bem em como me disse que fez o pedido a Deus?

– Ué, pedi um marido.
– Sim. Foi por isso mesmo que eu ri naquele momento. Já parou para pensar que Deus não lhe dará um marido?
– Hã? Por que não?
– Porque marido é um homem já compromissado com uma mulher. Deus não vai tirá-lo dela para dar a você. Experimentou pedir um namorado? Aí vocês se conhecem mais, ficam noivos…
Os dois começaram a rir.
– Mas, pastor, também não está escrito na Bíblia que Ele já sabe do que preciso antes mesmo de eu pedir (Mateus 6.8)?
– Sim. Ele sabe mesmo do que você precisa. Mas Ele também sabe se você já está pronta ou não.
– Pronta?
– É. Esses dois versículos são pequenos, mas têm mais conteúdo do que pensamos. Primeiro, a questão de como pedir.

Depois, Deus realmente sabe do que você precisa. Mas será que você sabe? E sabe também o que tem que estar pronto em sua vida para que receba o que pediu? Querer um namorado é uma coisa. Saber como ser uma namorada é outra questão e ser uma esposa também. Compreender o outro, conceder, abrir mão de algo e não de outras coisas, aceitar, ter os pés no chão, continuar a se cuidar. O que fazer e o que não fazer. O compromisso com Deus antes da união com outra pessoa. O compromisso com você mesma. São tantas as questões. Já pensou com atenção em pelo menos algumas delas?

É. Na verdade, não. Estava ocupada me achando inteligente, bem-sucedida e pronta. Na verdade, não sabia nem mesmo como começar, como pedir.

– Tudo bem, ninguém está 100% pronto. Isso, e muito mais, é algo que só se constrói no dia a dia. Só quem vive verdadeiramente em Deus aprende, de fato, a fazer isso. Só a partir daí as coisas começam a
andar de verdade.

O texto que você acabou de ler é adaptado de uma conversa real, ocorrida em uma Universal da Grande São Paulo. No caso da jovem bem-sucedida, o pedido realizado havia sido para o campo sentimental. Mas o que o pastor mostrou a ela na Bíblia se aplica a pedir para todas as outras esferas da vida. Não adianta pedir saúde, por exemplo, e comer desregradamente, ser sedentário, não se cuidar. Também tem gente que quer ser próspera, mas não aprende a antes administrar seu dinheiro e os seus bens.

Só entendemos como fazer o pedido de forma correta quando temos uma vida de submissão constante a Deus, em obediência. Esse, sim, é o primeiro passo. A partir dele, virá a sabedoria, providenciada pelo Espírito Santo, para sabermos o que pedir e, principalmente, se devemos fazer determinado pedido. É preciso estar pronto para sermos atendidos. Para isso, não devemos nos afastar da relação diária com Deus.

Há condições para que Ele atenda a um pedido seu. E há motivos para Ele não atendê-lo, se achar que é o melhor nesse momento. E também há aquela outra questão: às vezes, a resposta dEle não é exatamente um “não”, mas um “ainda não”. Resumindo: não basta só pedir. É preciso ser capaz de receber com responsabilidade. Deus lhe ouve, mas você tem que cumprir a sua parte. Você só tem a ganhar com isso.

Gostou? Então compartilha:

ONE Comentários

  • Reply

    Edna Cristina

    12th March 2018

    Perfeita colocação

  • Deixe um comentário