Os males da solidão

Autor do Amor, relacionamento com Deus, relacionamentos da vida,

Untitled-4

Solidão não é apenas estar só, mas sentir-se só.

Dados do último censo revelam um aumento significativo no número de pessoas que moram sozinhas: 12,1%. E alguns dos prováveis motivos apontados são a redução no tamanho dos apartamentos e o aumento do número de pessoas divorciadas e idosas, sem contar a cultura individualista.

O antídoto para a solidão

O homem é um ser social. No início da criação, Deus logo constatou que não era bom que ele estivesse só, e a solução encontrada foi criar alguém que pudesse ajudá-lo (Gênesis 2.18).

E não é exatamente esse o objetivo dos relacionamentos?

Quando falamos aqui em relacionamento, não estamos restringindo ao de um homem com uma mulher, mas abordando a relação de uma pessoa com outra pessoa. Relacionamentos nos fazem crescer como pessoas em todos os sentidos. Aprendemos a lidar com as falhas alheias – e descobrimos as nossas também; aprendemos a servir. Somente quando nos relacionamos, entendemos na prática a palavra sacrifício.

Mas como superar a solidão? Desenvolvendo os 3 principais relacionamentos da vida, obedecendo uma ordem descrita nos dois principais mandamentos:

E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor Teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus 22.37-39

1ª relacionamento: AMAR A DEUS ACIMA DE TUDO E TODOS

Existe um lugar no coração do homem que somente Deus pode preencher. Nenhuma outra satisfação terá esse poder. Sucesso profissional, família admirável, amigos queridos, nada, absolutamente nada, pode ocupar o lugar reservado para a presença do Altíssimo na vida do ser humano. Por isso, tantas pessoas se sentem solitárias mesmo sendo amada por muitos. É o vazio da presença do Pai.

Desenvolva esse relacionamento. Busque saber a vontade dEle por meio da Sua santa Palavra, obedeça as Suas orientações, converse com Ele, queira conhecê-Lo. Ninguém que O buscou de todo o coração, ficou sem encontrá-Lo, Ele garante isso (Jeremias 29.13).

Vale lembrar que momentos solitários serão inevitáveis. Umas vezes por causa das circunstâncias, outras porque você vai optar por momentos assim. E quando isso acontecer, você não estará só, porque Deus prometeu isso e você tem relacionamento com Ele.

2º relacionamento: AMAR A SI MESMO

A primeira evidência de que alguém tem um relacionamento com Deus é o bom relacionamento que tem consigo mesmo. Como você espera que as pessoas gostem de estar em sua companhia se nem você gosta? Se as suas palavras são amargas com relação a si mesmo? Se não consegue perceber-se como uma obra grandiosa feita por Deus, como irá apreciar os outros?

Muitos não conseguem relacionar-se com ninguém, ou quando o fazem é um relacionamento repleto de conflitos, exatamente porque não há um zelo, um amor consigo mesmo. Essas pessoas querem que os outros as amem, compreendam, ajudem, quando não fazem isso consigo mesmas.

3º relacionamento: AMAR O PRÓXIMO

Quando o seu relacionamento com Deus está em dia, e o seu relacionamento consigo mesmo também, há condições de manter relacionamentos saudáveis com as pessoas ao seu redor: com os seus familiares, amigos e cônjuge – esse terceiro relacionamento é um reflexo dos dois anteriores. Relacionamentos saudáveis só são possíveis quando você conhece a Deus, você se ama e tem amor para as outras pessoas, ajudando-as, deixando-se ser ajudado por elas, compreendendo, compartilhando.

Engana-se quem pensa que as reuniões da Terapia do Amor tratam apenas de vida a dois. São também uma oportunidade de desenvolver esses três relacionamentos importantes na vida, sempre sob a ótica do Autor do Amor.

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário