Evento reúne mais de 2 mil pessoas no Japão

estar próximo de Deus, poder de Deus, tudo é possível,

_MG_6344.619x361-1“Sim, você pode” é realizado no país pela primeira vez

“Sim, eu posso”. Cerca de 2.200 pessoas repetiram em alta voz a frase ditada pelo bispo Jair Barbera, responsável pela evangelização da Universal no Japão. Lotando a Hamamatsu Arena, ginásio poliesportivo da cidade japonesa de mesmo nome, essas pessoas aprenderam, durante a reunião, o quão importante é acreditar e mostrar para si mesmas que sim, tudo é possível.

Essa foi a primeira vez que o evento “Sim, você pode” foi realizado no Japão. A reunião aconteceu na terça-feira, dia 3 de maio, e foi ministrada pelo próprio bispo Jair, que iniciou a palestra explicando: “Começar afirmando algo positivo muda tudo, porque as palavras ditas e ouvidas podem influenciar a vida de qualquer pessoa”.

Das mais de 2 mil pessoas presentes, 600 estavam em uma reunião da Universal pela primeira vez. Outras centenas viajaram por horas para poderem participar, como é o caso de Renata Fumiko, que viajou 4h30, desde a cidade Ibaraki, e afirmou: “Esperei muito para poder participar desta palestra, deixei tudo preparado para que nada desse errado hoje”.

Entre o sim e o não

A mensagem transmitida durante a reunião foi sobre a importância de saber que os pensamentos guiam as atitudes. Ou seja: dizer para si mesmo que é possível leva à vitória, enquanto negar as chances decreta a derrota prematuramente.

E, para que o “sim” seja verdadeiro em sua vida, é necessário estar próximo de Deus, utilizar a fé. O próprio Senhor Jesus afirmou: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.” (Mateus 7.7)

“Muitas pessoas em todo mundo são vítimas dos nãos, e muitas outras são beneficiadas pelo poder do sim. O não e o sim têm um poder incrível”, explicou o bispo.

De acordo com ele, se a pessoa deixa a negatividade dominar sua vida, tudo passa a ser ruim. Pessoas erradas são atraídas para relacionamentos amorosos e amizades, a vida profissional estará sempre abaixo da capacidade, a família será sempre insatisfatória, além de ter a saúde física e espiritual abalada.

“Na realidade, a pessoa atrai tantas coisas más que até o que era para trazer benefícios se transforma em malefícios”, afirma o bispo. “Normalmente ela passa a ter os seguintes sintomas: depressão, tristeza profunda, doenças físicas e emocionais, nervosismo, distúrbio alimentar, irritação fácil, medo de arriscar, não tem alegria e força para viver. Muitos chegam mesmo acreditar que não merecem mais viver”. E tudo isso reflete o afastamento de Deus. O “não” que domina a pessoa também é um “não” a fé, um “não” a acreditar no poder de Deus.

Por outro lado, aqueles que escolhem acreditar na sua aliança com Deus jamais desanimam, independentemente dos obstáculos.

É o que aconteceu com a japonesa Masayo Itakura, de 35 anos de idade. Ela conta que, durante a infância e adolescência, desenvolveu um complexo de inferioridade que atrapalhou sua vida por muitos anos.

“Eu vivia infeliz e não me achava capaz”, conta ela. “Mas tudo começou a mudar quando ouvi que poderia ser diferente, que eu poderia ser feliz sim”.

Quando se aproximou de Deus, Masayo superou o bullying sofrido na escola e passou a acreditar em si mesma. “Do dia em que conheci a Deus, eu consegui me livrar do complexo de inferioridade”, conclui.

Você também quer desenvolver a aliança entre você e Deus para despertar a força que existe dentro de si? Clique aqui e visite o Centre de Ajuda mais próximo de você.

Veja, na galeria de imagens abaixo, como foi o evento no Japão.

MG_6344.619x361 MG_6404.619x361 MG_6424.619x361 MG_6446.619x361 MG_6459.619x361 IMG_87521.619x361 IMG_8849.619x361 IMG_8946.690x460
Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário