Eu tinha o plano de me suicidar hoje

nada a perder, Salvação das almas, suas próprias vidas,

Untitled-2

Entenda o que aconteceu:

Hoje, eu estava a caminho da faculdade quando vi um mendigo sentado na calçada, contando moedas. Eu o observei enquanto ele entrava num café da rede Dunkin’ Donuts. Ele estava contando as moedas para comprar algo. Não sei o porquê, mas eu comecei a importuná-lo, falando com ele sem parar, mesmo percebendo que ele não estava querendo muita conversa. Como ele só tinha um dólar no bolso, eu lhe comprei um café e uma sanduíche e pedi que ele se sentasse a meu lado. Neste momento, ele começou a me contar como as pessoas em geral o tratavam mal porque ele era mendigo.

Ele me disse que as drogas o tinham transformado em alguém que ele não queria ser. Falou também que a sua mãe morreu de câncer e que ele nunca tinha conhecido o seu pai. O seu desejo era se tornar alguém que sua mãe se orgulhasse. (Ele também contou muitas outras coisas que valeriam horas de conversa).

Esse homem adorável se chamava Chris e ele é uma das pessoas mais honestas e sinceras que eu já conheci até hoje. Após perceber que eu estava atrasada para a aula e avisá-lo de que eu iria seguir o meu caminho, Chris pediu que eu esperasse mais um minuto. Ele queria me escrever algo. Quando terminou, ele me entregou um pedacinho de papel, pedindo desculpas pela letra feia. Ele então sorriu e foi embora. Quando eu abri o bilhetinho, eu encontrei estas palavras: “Eu tinha o plano de me suicidar hoje. Porém, por causa de você, eu mudei de ideia. Obrigada, pessoa bonita.

E você, o quem tem feito pelo seu próximo?

Sem ao menos se dar conta, a atitude da jovem renovou as energias de um homem que não tinha mais nada a perder. A reflexão que fica diante da atitude dela é: se ela agiu assim, apenas com a intenção de proporcionar bons momentos ao morador de rua, muito mais o cristão deve fazer pelo próximo. Isso porque quem conhece os ensinamentos divinos sabe bem que, além da vida neste mundo, existe uma eternidade que será vivida perto ou longe de Deus. Mas, para que a pessoa decida para onde vai, é preciso que tenha primeiramente o conhecimento da Verdade.

Por isso, em seu blog, o bispo Edir Macedo explica que quem é selado com o Espírito Santo têm consciência de suas responsabilidades quanto à Salvação das almas. “Os selados com o Espírito pensam nos perdidos todo o tempo porque o Próprio Espírito não os deixa sossegar. É impossível alguém ter o Espírito de Deus e não pensar nas almas perdidas como Ele tem pensado. A Salvação de almas é o trabalho mais difícil do mundo. Tão difícil que Deus enviou o Seu Próprio Espírito para nos auxiliar no ganho delas”, afirmou.

Quem realmente ama a Deus faz de tudo para agradá-Lo e uma das maiores demonstrações desse amor está em ajudar o próximo, não importando em qual situação ele se encontra. Um gesto, uma palavra ou simplesmente um sorriso podem salvar uma pessoa de um dia mal.

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes,
diz a Bíblia em Marcos 12.30,31

E você, o que tem feito por aqueles que precisam de ajuda? Será que suas palavras ou atitudes têm livrado as pessoas de atentarem contra suas próprias vidas? Pense nisso.

Participe de uma reunião em um Centro de Ajuda mais próximo de sua casa e aprenda como se dedicar a Deus e aos que precisam de ajuda.

Para mais informações ligue para 020 7272 1010

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário