Bíblia, a Carta de Deus para nós

Adão e Eva, Carta de Deus, importância da Bíblia, vontade de Deus,

carta de deus grande

Nos detalhes da criação de Adão e Eva, vimos nitidamente que Deus desejava Se comunicar com Suas criaturas. A Bíblia revela que era costume o Altíssimo visitar ambos ao pôr do sol para ter comunhão com eles. Imagino que a Sua doce e forte Voz chegava antes que o som dos Seus movimentos e o calor da Sua presença fossem percebidos no Éden, o mais belo jardim que este mundo já viu, pois teve o SENHOR como seu paisagista.

Partiu do Todo-Poderoso o desejo de manter um relacionamento conosco, pois sendo Quem Ele é, se não quisesse ser encontrado por Suas criaturas, não haveria nada que, nós seres humanos, pudéssemos fazer para reverter tal vontade. E, também, se Deus não quisesse falar conosco, poderíamos gritar e espernear por Ele, que mesmo assim não haveria comunicação.

Mas, desde o início, Deus deu os primeiros passos para Se revelar aos homens, a ponto de nos deixar um Livro que fala tudo o que precisamos saber sobre Ele. Além disso, é a única Obra que registra também com autoridade e exatidão as realidades celestiais; a origem do Universo e da Vida; o futuro do planeta Terra e da humanidade, e ainda o que cada pessoa precisa para o seu viver diário.

A Bíblia é a Carta de Deus para nós. Tão viva, que é eficaz para povos de todas as épocas, culturas e línguas. Nunca será obsoleta ou demandará inovações porque os Seus conceitos e conselhos jamais estarão ultrapassados.

Por ser tão valiosa, as Escrituras sofreram as mais duras perseguições ao longo da sua existência, porém, nunca, nenhum homem conseguiu calar a Sua Voz. E vale lembrar que nelas contêm a advertência que sofrerão todos aqueles que as adulterarem, por menor que seja a alteração de sentido, e essa punição será a mais terrível na eternidade. Pois, assim como nós não gostamos que alguém mude o que falamos ou nos atribua aquilo que não falamos, Deus também não tolera que nenhuma pessoa distorça as Suas Palavras. Ele está pronto para cumprir todas as Suas promessas e todos os Seus juízos, mas sem acréscimo ou decréscimo humano.

Então, depois de entender a importância da Bíblia no nosso relacionamento com Deus, o leitor deve ter consciência de que tem em mãos um Livro totalmente diferente de outros, tanto por sua exclusividade como por suas características.

O primeiro passo para uma leitura proveitosa é buscar uma boa tradução. Isto é, um trabalho cujo tradutores tenham respeito e temor pelo Altíssimo, pois este é o único freio capaz de impedir que eles mutilem ou deformem o Texto Sagrado. Você pode também ter duas versões para comparar e facilitar o seu entendimento. A minha primeira leitura eu faço na Almeida Corrigida Fiel (ACF), pois esta versão, baseada nos Textos Massoréticos, do AT, e nos Textus Receptus (Texto Recebido), do NT, preserva a Santidade e a pureza da Palavra de Deus.

Se possível, tenha por perto um dicionário bíblico (na internet há muitas opções), porque podem surgir algumas palavras pouco usadas no nosso vocabulário hoje.

Um conselho pessoal: aproveite que você tem acesso ao Autor da Obra e convide-O para estar junto a si, ajudando-o na compreensão. Essa oração fará toda diferença na percepção da Vontade de Deus para a sua vida.

A última dica de hoje: faça tempo para a sua leitura, pois assim como um filme exige sua atenção, normalmente por noventa minutos, a leitura da Bíblia também precisa de foco e disposição. Diariamente, escolha um horário e se desligue de tudo para ler e meditar no que você leu. Você não conseguirá absorver as Verdades Sagradas se durante a análise do Texto acessar as redes sociais ou falar com amigos pelos aplicativos de mensagens.

Siga esses passos e usufrua da Sabedoria do Todo-Poderoso guardada em Sua Palavra.

Até a próxima semana!

carta de deus

Colaborou: Núbia Siqueira

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário