Votos São Intransferíveis

wedbanner1 1

Quando Jacó deixou a casa de Labão, já fazia 20 anos que ele estava com aquela família. Diariamente eles almoçavam juntos, compartilhavam histórias, entre outras coisas. Essa convivência era uma oportunidade para a família ver o caráter e a fidelidade de Jacó, que derivava do voto que ele havia feito com Deus em Betel.

Durante aquele período, ele se casou e teve filhos com suas duas esposas: Lia e Raquel (a quem ele amava e se dedicava).

Mas para você ter o caráter de Deus, não basta simplesmente passar bastante tempo na companhia de alguém que fez um voto com Ele. Raquel é um exemplo perfeito disso: “E havendo Labão ido a tosquiar as suas ovelhas, furtou Raquel os ídolos que seu pai tinha.” (Gênesis 31:19).

Raquel podia ver como seu esposo era fiel a Deus e como o Senhor havia o abençoado devido ao seu caráter, mas ainda assim, no fundo, ela nunca abriu mão de seu passado e das raízes negativas que carregava consigo.

A história continua se repetindo nos dias de hoje. Há pessoas que vão à igreja e notam certos hábitos nos outros, então acabam se tornando cópias de como uma pessoa de Deus supostamente seria: andam da mesma maneira e até adotam certos traços e comportamentos. Quem vê até pensa que realmente fizeram um voto com Deus e nasceram dEle, mas na realidade, estão apenas “indo no embalo” do voto de outros. Pessoas assim, cedo ou tarde fazem como Raquel e retornam às velhas práticas.

Devemos lembrar que um voto com Deus é algo muito pessoal, que inclui uma transformação profunda e íntima a respeito de quem somos: nossa natureza, nossos hábitos e pensamentos. Mesmo que você tenha um título na igreja, precisa perguntar a si mesmo se realmente fez seu próprio voto de sacrifício a Deus, como Jacó. Se você mal consegue se lembrar do dia em que virou as costas para sua vida antiga e decidiu viver uma nova vida de sacrifício a Ele, há altas chances de que esse voto (e, consequentemente, esse novo nascimento) nunca tenha acontecido. Talvez seu coração ainda anseie pelos ídolos do passado.

Não deixe títulos ou responsabilidades te impedirem de se examinar e enxergar sua verdadeira natureza. Se Jacó, que chegou a mentir e até mesmo usar o Nome de Deus em sua própria vantagem (ver Gênesis 27:20), foi perdoado quando fez um voto com Ele, o mesmo pode acontecer com você. Mas o primeiro passo para isso é você reconhecer sua situação diante dEle.

Uma pessoa pode se esquecer dos votos que fez, mas Deus nunca Se esquece.

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário