Uma palavra transformou a minha vida

casas de estranhos, por vontade própria, um ótimo trabalho,

Uma palavra transformou a minha vida

Sharlene Gentzmann era uma mulher bem diferente de quem ela é hoje em dia. Ela teve um passado marcado por álcool, drogas e mentiras. Aqui, ela compartilha sua história e conta porque vai estar no evento 1 Palavra.

“Eu mentia tanto que passei a acreditar nas minhas próprias mentiras. Mentia para todo mundo, até aqueles a quem eu mais amava. Cheguei a roubar dinheiro dos meus pais e a trair meu namorado nessa época, apesar dele ser a pessoa mais amável que eu conhecia.

Fazia coisas horríveis contra ele e, sem sentir nenhum remorso, eu contava para os outros o que eu tinha feito. Eu e minha amiga roubávamos lojas e saíamos a noite inteira.

Ficávamos totalmente bêbadas e acordávamos em bancos de parques e casas de estranhos. O pior é que eu tinha apenas 15 anos quando estava fazendo isso. Era tão perigoso que fui violentada duas vezes. Aos 16, me mudei sozinha para a Áustria. Embora eu conseguido um estágio em um ótimo hotel, as coisas não correram muito bem. Eu arrisquei meu trabalho por beber muito e meu primeiro relacionamento me levou a me envolver 4 anos com drogas.

Se eu não fumasse maconha até o meio dia, eu começava a ter sintomas de abstinência. Eu saía do trabalho para ir para casa fumar e voltar para o hotel. Minha obsessão ficou tão ruim que, antes de fazer 17 anos, já estava envolvida com outras drogas, como cocaína, ecstasy e cogumelos alucinógenos. Aos 20 anos, me mudei para Londres, mas a mudança de país não reduziu meu estilo de vida destrutivo.

A maioria das noites eu não fazia ideia de como tinha conseguido voltar para casa. Na verdade, nem sempre conseguia voltar. Cheguei a acordar em ruas, hospitais e ônibus, quando o motorista me avisava que tinha chegado ao ponto final. Acabei sendo demitida, por estar bêbada durante o horário de trabalho.

Um dos meus piores momentos foi quando eu me encontrei presa a um relacionamento problemático. Ele era cruel e me manipulava para que eu acreditasse que merecia ser tratada daquela maneira. Embora eu nunca tivesse orado antes, clamei a Deus por ajuda sem sequer saber se ele ouviria alguém como eu.”

Alguns dias depois Sharlene ouviu uma palavra, mas o que ela não sabia é que essa mesma palavra provocaria o início da mudança pela qual ela tinha clamado.

“Havia alguém do Centro de Ajuda na rua dizendo que Deus pode mudar vidas, mas para mim, aquilo não fazia sentido e eu pensei, ‘este homem está louco’, mas meu namorado o ouviu atentamente e decidimos aceitar o convite à igreja.

No dia, eu acabei por não ir porque me senti mal, mas disse para o meu namorado ir e ele foi. Ele voltou para casa diferente. Ele estava contente e me falou que tinha sido incrível, mas eu não estava interessada. Ele continuou indo e começou a passar bastante tempo lá, isso começou a me irritar. Porém, não podia negar que ele estava mudando para melhor. Um dia, fui deixar ele lá; sem a intenção de entrar, mas concordei em entrar por curiosidade. Não gostei nada de estar lá; ver as pessoas gritando me assustava.

Porém, quando uma obreira orou por mim, parecia que ela conhecia toda a minha história. Lágrimas escorreram pelo meu rosto. Eu nunca me esquecerei daquele momento. Aquelas palavras me marcaram. Continuei indo às reuniões. No começo, ia mais para agradar meu namorado, mas, depois de um tempo, comecei a ir por vontade própria e participei da Campanha de Israel pela primeira vez. As palavras que eu ouvi naquela oração mudaram a direção da minha vida!

Levou tempo, perseverança, fé e confiança para eu me abrir e receber ajuda, mas Deus me transformou. Agora, não penso mais em beber álcool ou fumar e não estou mais naquele relacionamento turbulento. Sei o meu valor, e decidi me guardar para meu futuro esposo. A palavra “mentira” não existe mais no meu vocabulário. Hoje eu tenho amigos sinceros, que confiam em mim, e reconstruí meu relacionamento com os meus pais.

Hoje estou estudando em uma universidade muito boa e tenho um ótimo trabalho. No entanto, tudo isso não se compara ao sentimento que tenho dentro de mim. A paz que Deus colocou dentro de mim é a melhor coisa de todas. Bastou uma palavra para estimular a mudança que me trouxe até onde estou hoje, mas sei que ainda tenho muito mais para alcançar. É por isso que eu vou estar no evento 1 Palavra!”

 Sharlene Gentzmann

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário