Prevenir é melhor do que remediar

graças a Deus,

Se você não consegue se lembrar, não está sozinho! De acordo com uma pesquisa encomendada pela AbbVie – uma grande empresa biofarmacêutica americana – dois terços dos britânicos adultos evitam ir ao médico com medo de receber más notícias.

O estudo, realizado com 2.400 adultos, revelou que 61% deles adiariam uma consulta com receio de descobrir que têm uma doença grave. Davina Nunez poderia ter enfrentado consequências sérias se adiasse um pouco mais seu exame médico. Ela já frequentava o Centro de Ajuda quando começou a receber cartas de seu médico para fazer um teste cervical (também conhecido como Papanicolau). O NHS explica que os exames cervicais analisam a saúde do colo do útero. É um teste que ajuda a prevenir o câncer, e todas as mulheres a partir dos 25 anos de idade devem procurar fazê-lo. O problema é que nem todo mundo vê a importância desses exames cervicais – como era o caso da Davina.
Com medo da consulta, ela ignorou as cartas do médico, apesar de ter ouvido na igreja sobre a importância de usar a fé inteligentemente; ou seja, buscar tanto orientação física quanto espiritual – mesmo que esteja trabalhando no espiritual, não negligenciar o lado físico, ou seja, ir às consultas médicas, tomar os medicamentos prescritos, etc. Atividades espirituais, como orações, não devem substituir o aspecto físico, mas sim complementá-lo.
Infelizmente, várias vezes Davina deixou o medo falar mais alto e ignorou as cartas. Somente quando recebeu a terceira ou quarta carta é que ela decidiu ir. Ela explica:

“Ignorei duas ou três cartas, mas após receber a última, resolvi ir fazer o exame. Era como se Deus estivesse me dizendo para ir, pois era algo urgente. Após o exame, recebi a notícia de que eu tinha células anormais que poderiam se transformar em câncer. Minha fé ficou um pouco abalada com isso, mas ao me lembrar das coisas que eu tinha aprendido nas reuniões da igreja, percebi que eu não tinha outra escolha a não ser manter minha fé e usá-la durante minhas consultas e exames. Eu tinha chegado ao meu limite físico e mental, mas minha fé me deu forças para me manter firme.

Eu investi em meu relacionamento com Deus: entreguei a Ele todos os meus medos e ansiedades. Não foi um processo fácil, pois pensamentos negativos bombardeavam minha mente durante e após as consultas, principalmente pelo fato de meu pai ter falecido com câncer – eu pensei que poderia ser a próxima. Ele foi ao médico apenas quando seus sintomas pioraram, mas já era tarde demais pois o câncer tinha se espalhado. Eu vivia pensando nisso.

Mas graças a Deus que eu fui ao médico em uma altura onde ele ainda poderia me ajudar. Deus me deu coragem para ir nas consultas e me fez focar em todas as Suas promessas de saúde mencionadas na Bíblia. Eu também usei a água consagrada na igreja e isso aumentou ainda mais minha fé de que tudo ficaria bem. No começo, eu não queria passar por uma cirurgia, mas era preciso, então decidi fazê-la.

A cirurgia correu muito bem e sou grata aos médicos por terem me ajudado e cuidado de mim. Hoje, não tenho mais células anormais e acredito que minha fé me deu forças em um dos momentos mais difíceis da minha vida. Meu conselho para todos que estão lendo esse jornal é: não ignore as cartas. Prevenir é melhor do que remediar.’

Davina Nunez

Exames regulares podem ajudar a detectar problemas de saúde mais cedo, quando ainda há chance de tratamento e cura. Ao fazer exames e seguir corretamente os tratamentos, você está tomando medidas que ajudam a aumentar suas chances de ter uma vida mais longa e saudável. Como complemento ao acompanhamento médico, coloque sua fé em ação participando de nossas reuniões de saúde e bem-estar, toda terça-feira às 19h30 (também às 12h).

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário