Obras continuam no templo

plano de trabalho, Templo de Salomão, um intenso trabalho,

Utilização de “gaiola” para desmontagem de formas

A obra do Templo de Salomão, por sua magnitude, possui grandes desafios em sua execução, uma delas é a desmontagem das formas deslizantes das colunas. Para se ter uma ideia, após os operários trabalharem nas desformas das colunas de 30 metros, eles foram retirados do topo por meio de uma plataforma elevatória.

Já nas colunas de 50 metros, a plataforma elevatória não era suficiente para retirar os operários, sendo necessário um intenso trabalho para estabelecer um procedimento básico de desmontagem das formas deslizantes, identificando e mapeando os riscos inerentes a esta operação.

Definiu-se, então, um plano de trabalho com aplicação de normas de segurança e a sequência das atividades de desmontagem. O peso aproximado do conjunto deslizante utilizado para moldagem destas colunas é de 2,7 toneladas. A construtora e seus parceiros desenvolveram uma “gaiola” reforçada para o transporte de pessoas, sendo esta suspensa por grua, atendendo à portaria nº 293 de 08.12.2011.

Cabe ressaltar que, por se tratar de uma legislação bem recente, é a primeira vez que a mesma é aplicada em uma obra, mostrando a sintonia dos construtores com tudo o que há de novo para ser utilizado nela.

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário