O que fazer para vencer os pensamentos ruins

bispo Edir Macedo, limpeza espiritual,

O que fazer para vencer os pensamentos ruins

“Que saco, não aguento mais fulano.” “Desista, você não vai conseguir.” “Pode falar, isso não é fofoca.” Esses são alguns exemplos de frases que ecoam na mente de muitas pessoas. Ninguém está livre dos maus pensamentos e, por isso, é preciso saber como agir diante deles. É justamente a forma com a qual as pessoas lidam com pensamentos ruins e negativos que diferencia os vencedores dos perdedores.

“Os maus pensamentos ou com aparência de bons devem ser banidos. Não podemos impedí-los de vir, mas temos poder para repreendê-los. Se os maus pensamentos vêm e não resistimos a eles de imediato, eles ganham força e podem causar riscos à boa consciência e, consequentemente, à Salvação”, explica o bispo Edir Macedo.

Pare de alimentá-los

Fontes de ideias e soluções ou de dúvidas e erros, os pensamentos definem o comportamento humano. Segundo o apresentador e palestrante Renato Cardoso, não vale dizer que não se pode controlá-los. Ele ressalta que é preciso parar imediatamente de dar ouvido às vozes negativas que vêm à mente. “Nossos pensamentos definem como nos sentimos e o que fazemos. E eles são formados pelas informações que alimentam o nosso cérebro. Portanto, cuidado com o que você olha, ouve e lê. Vigie o que entra em sua mente pelos seus olhos e ouvidos e volte seus pensamentos para o que é bom”, orienta.

Então, se você tem sido guiado pelo que sente, dê uma basta nisso ainda hoje. Pare de alimentar e de dar ouvidos às sugestões ruins, corte as más influências e busque o que faz bem para sua mente e sua vida. Não aceite mais ser guiado por maus pensamentos, pois isso é prejudicial. Mantenha a sua comunhão com Deus firme e lembre-se de vigiar sempre a sua fé.

Participe hoje mesmo de uma reunião sobre Limpeza Espiritual e entenda melhor a importância da Salvação da sua alma.

Data: Toda sexta-feira
Horário: às 19h30 (também às 12h)

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário