Escola do Amor

a cada página, a minha vida, nunca vou deixar de fazer,

Estava eu sentada à mesa do café lendo alguns comentários e um deles mexeu comigo. Era de um telespectador do nosso programa ‘Escola do Amor‘ que falava mal do meu esposo por não me deixar falar muito durante o programa. Fiquei triste na hora pois sabia que na realidade era eu que não gostava de falar muito, às vezes tenho dificuldades de me expressar, só vem palavras em inglês à mente, e eu me sinto amarrada na língua. O comentário me mostrou o quanto eu estava dando ao meu esposo uma má reputação…

É claro que ele nem ligou. Como sempre, ele me deu uma palavra de ânimo e pronto. Alguns minutos depois, recebi o comentário abaixo que trouxe lágrimas aos olhos. É por essas pessoas que faço o que faço, posso não falar bem, posso não me expressar bem, mas uma coisa eu nunca vou deixar de fazer: escrever, falar, e comunicar o que Deus tem me dado.

“Olá! Entrar no seu blog me trás muita alegria e paz. Eu não gostava de você, achava que você queria passar muita santidade, que sua vida era a mais perfeita, não a via com bons olhos e sabe por quê? Eu não era convertida, muito menos virtuosa.

Comecei a ler o seu livro por insistência da minha mãe. Eu pensava: ‘O que eu posso aprender com alguém que faz questão de demonstrar que sua vida é cor-de-rosa?’

Cris, a cada página degustada era um aprendizado sobre a vida e sobre você. Percebi que mesmo sendo quem você é, você teve os mesmos problemas, só que a diferença entre você e eu era o seu coração voltado para Deus. Eu sempre fui muito preocupada com a minha vida profissional, em me tornar uma enfermeira respeitada e de nome no meu meio, esqueci de algo primordial: minha salvação.

Eu me afastei de Deus, passei por um processo de doença que nenhum médico descobriu o que foi. Perdi 6Kg em dez dias, fiquei muito fraca, e percebi que nenhum título acadêmico valeria naquela hora. Percebi que o dinheiro havia me tornado arrogante, prepotente, soberba, e mandona.

Ao ler o seu livro ‘A Mulher V’, descobri que eu era a pessoa mais insuportável da face da terra, descobri que você não vive no mundo cor-de-rosa que eu pintei para você. Passei a amar e admirar você.

Não sei como o meu esposo estava aguentando conviver comigo todos os 14 anos que estamos juntos, pois eu o humilhava e magoava de uma forma muito desprezível.

Seu livro mudou a minha vida, a minha forma de ver o mundo e as pessoas. Você me ensinou o que verdadeiramente é importante: a minha salvação e a minha família. Hoje coloquei minha família em primeiro lugar, desenvolvo minhas funções domésticas com amor e carinho e minha família é outra! Eles apreciam até o pudim que não saiu bem!Hoje eu sinto prazer em estar em casa, em ser mãe e esposa.

Cris, obrigada por existir, obrigada por ter dividido comigo a sua vida e me mostrado que para ser uma Mulher V é necessário entregar o coração para Deus de forma sincera. Me perdoe por ter pensado que você queria ser perfeita. No seu livro você diz que não quer ser exemplo, eu discordo. Você é um espelho para mim. Que Deus abençoe a sua vida.

 

Um beijo na fé,

 

Kely Ferreira”

 

 

 

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário