Eleitos de Deus

Espírito de Deus, o caráter Divino, Reino de Deus, Reino dos Céus,

São os chamados e escolhidos.

Seria o critério usado por Deus para separar os escolhidos? Coragem.

O Espírito de Deus não combina com o espírito do covarde.

No passado, o Senhor usou a meretriz Raabe e Jefté, filho de outra meretriz, para livrar Seu povo.

Os valentes de Davi se achavam em aperto, endividados e amargurados de espírito. I Samuel 22.2

Além deles, havia homens maus e até filhos de Belial. I Samuel 30.22

Porém, todos tinham algo em comum: coragem.

Não tinham nada a perder.

Os 300 de Gideão já eram revoltados, antes de serem escolhidos. Por conta disso, foram selecionados.

Os eleitos de Deus não são os corajosos que sacrificam ofertas, mas são pessoas dispostas a assumir a fé cristã, numa sociedade pagã dominada pelo espírito de Sodoma e Gomorra, e, mesmo assim, manter o caráter Divino.

“O Reino de Deus é possuído por valentia e os valentes se apoderam dele.” Mateus 11.12 – tradução Reina Valera.

Ao contrário dos covardes na fé, os eleitos têm assumido o caráter íntegro cristão diante dos “cristãos piratas ou irmaus”.

Os eleitos têm coragem de negar à carne e suas concupiscências, por questão de temor a Deus.

O Senhor não Se envergonha deles, da mesma forma como não Se envergonhou dos heróis da fé do passado. Por isso, herdarão o Reino dos céus.

Bispo Edir Macedo

www.bispomacedo.com.br

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário