Alma x Espírito

Christ, Deus é Espírito, Espírito de Deus, fé sobrenatural, God, grandeza de Deus, Holy Spirit, Jesus, vontade de Deus,

Deus é espírito. Se fosse corpo Seu canal de comunicação com a humanidade seria física, a exemplo de quando Jesus esteve aqui. Se fosse alma Seu canal de comunicação com a criatura humana seria de Alma para a alma.

Como Ele é espírito, Sua comunicação está restrita apenas no campo espiritual. Isto é, do Seu Espírito para o espírito humano e, pela fé, do espírito humano para
o Espírito de Deus.

Isso obriga o ser humano a usar o intelecto para comunicar-se com Deus, separando assim seus sentimentos. A fé nada tem a ver com sentimentos, mas com a convicção de que Deus irá fazer o que prometeu que faria.

A grande maioria “crente” é possuída de espíritos enganadores justamente porque tem se envolvido com a fé emotiva. Isso acontece porque nunca nasceu do Espírito. “Sente” a presença de Deus na igreja mas, ao sairem dali, continuam caídas na fé, desanimadas e
pensando em desistir.

Alcançar milagres, ter aceitado Jesus e reunir conhecimentos bíblicos não significam o novo nascimento. A fé sobrenatural está relacionada à razão e não às emoções ou sentimentos! A carne milita contra o Espírito e vice-versa. Biblicamente a carne é símbolo do coração corrupto. Lembra a fala do Senhor a respeito dele?

“…do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias” (Mateus 15.19)

Somente o novo nascimento dá direito a novo coração. (Ezequiel 11.19 e 36.26). O fracasso espiritual está relacionado à prática da fé emotiva.

Sabe de uma coisa? A fé emotiva estimula a covardia e a timidez. Não se consegue praticar a Palavra de Deus. Mas a fé racional é corajosa e sacrifica para fazer a vontade de Deus.

Não saber separar o lado emocional do espiritual tem efeito desastroso na vida cristã. E porque Deus é espírito, não se pode confundir adoração emotiva da adoração
em espírito.

Adoração emotiva envolve pura emoção. As pessoas choram, fazem juras de amor e se rendem às paixões da fé sensacionalista regada pela música apelativa. A
emoção é tão acentuada que até já inventaram o tal de “ministério de louvor”. O próprio nome já é uma aberração.

Na adoração em espírito ou espiritual o intelecto funciona em concordância com a Palavra de Deus. Veja exemplos no livro de Salmos.

Paulo não disse: sinto em Quem tenho crido. Mas disse, sei em Quem tenho crido. (2 Timóteo 1.12). Duas palavrinhas que distinguem bem a diferença entre o culto emotivo e o espiritual.

Na comunhão de fé racional há duas coisas em destaque: reconhecimento sincero da Grandeza de Deus e cobrança de Suas Promessas. Trata-se então de adoração em espírito e em verdade.

Os nascidos da carne não têm esse discernimento porque se deixam levar pelas emoções.

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário