Pela fé, construímos nosso sonho familiar

conselheiros do Centro de Ajuda, nada a perder, para a minha família,

Pela fé, construímos nosso sonho familiar

“Como você pode falar isso de mim?”

“Como você pode fazer isso conosco?”

“Se você não reconhecer seu erro, eu vou embora!”

“Não estou conseguindo te reconhecer!”

“Você nunca me amou!”

“Se eu te ver na rua, eu te atropelo!”

“Estas foram algumas das palavras trocadas na noite de natal da minha família, cerca de 18 anos atrás, durante uma viagem que fizemos a Sta. Lucia. Uma ocasião que deveria ter nos unido, acabou causando o oposto. Imagine um ringue de boxe, com minha mãe de um lado, minha avó do outro e o resto dos meus familiares como espectadores confusos, tentando entender como duas mulheres que se amaram e se uniram com tanta paixão após meu pai ter cometido suicídio, agora estavam em pé de guerra. Foi difícil!

Foi um grande baque para a minha família. Minha mãe tentou o suicídio três vezes, e isso foi muito perturbador para nós. Nos sentíamos tristes, parecia impossível as duas encontrarem a paz. Não sabíamos como resolver isto, nem a quem recorrer. Estávamos totalmente perdidos.

Chegar ao Centro de Ajuda foi o ponto principal para a mudança da nossa família. Durante as reuniões, éramos encorajados a crer que nos uniríamos novamente. Passo a passo, o que parecia impossível se tornou um sonho, com o qual alimentávamos nossas mentes. Conforme frequentávamos, recebíamos uma injeção de ânimo e de pensamentos positivos. Tivemos que aprender a perdoar, a respeitar e a voltar a amar uns aos outros, e decidimos que, juntos, lutaríamos para alcançar o sonho de nos unirmos novamente. Não foi fácil… Muitas vezes acabávamos em brigas e discussões, onde todos se acusavam e ninguém assumia suas responsabilidades. Aquilo realmente funcionaria? Chegamos até a duvidar, mas, ao mesmo tempo, não tínhamos mais nada a perder, então continuamos frequentando as reuniões.

Mas não estávamos sozinhos. Milagrosamente, superamos aquela dor. Não consigo me lembrar exatamente do dia em que as coisas mudaram, mas, de repente, as brigas ficaram para trás e nos transformamos em uma família unida. Foi realmente a mão de Deus. Não sabemos como Ele fez isso, mas, um certo dia, minha mãe e minha avó deram um longo abraço. Lágrimas de alegria encheram o quarto.

Muitas famílias esperam até o natal para se reunir, mas a nossa se reúne o ano todo! Estamos sempre juntos, seja tomando um chá da tarde, almoçando aos domingos ou passando feriados juntos. Nós aproveitamos a companhia um do outro, pois Deus – que é o Criador e o Pai das famílias – nos ensinou isto!

Somos totalmente gratos pela orientação e paciência dos conselheiros do Centro de Ajuda. Eles nos ajudaram a cultivar o sonho de ter uma família unida, mesmo em meio à confusão que enfrentávamos na época; creram em nós, nos deram as mãos e, com a ajuda deles, conseguimos construir o nosso sonho familiar em meio aos traumas.

Estamos muito ansiosos para o nosso jantar de natal, e vocês?”

Sherene Changoo

Gostou? Então compartilha:

Related Post

Deixe um comentário