O poder da influência

da mesma forma, Eu sabia que, seu melhor amigo,

O poder da influência

 

A influência da família determina o caminho que a criança ou o jovem irá percorrer. Está cientificamente comprovado que, a família, como instituição primária da educação da criança, tem o poder de formar o caráter ou a personalidade de um indivíduo. Leanne Miller, conta na primeira pessoa, de que modo a sua família teve influência no seu percurso de vida.

“Eu nunca tive ninguém que me influenciasse positivamente. Os bons exemplos eram, praticamente, inexistentes. Inicialmente, o casamento dos meus pais estava a ir bem, mas, pouco a pouco, o relacionamento deles começou a se deteriorar e, acabaram por se divorciar. Este acontecimento marcou o início da destruição, não apenas para mim, mas, também, para toda a minha família. De anos de casada a sozinha. Era assim que a minha mãe se encontrava.

Então, para fugir da dor, ela refugiou-se no álcool. O álcool tornou-se o seu melhor amigo e isto não era novidade para mim. A minha família amava o álcool e a minha mãe foi só mais uma viciada entre todos eles. Eu cresci com estes maus exemplos, que, com certeza tiveram um efeito negativo em mim. Ainda de tenra idade, eu tive o meu primeiro contacto com o álcool. Familiares e amigos, muitas vezes, vinham visitar a minha mãe e bebiam quantidades excessivas de álcool, e também, assistiam pornografia deliberadamente.

Houveram algumas ocasiões em que amigos da minha mãe apareciam para consumir droga e eu ficava perto deles a assistir a tudo o que faziam. Consequentemente, eu comecei a assistir pornografia também. Devido aquelas situações comecei a odiar a minha mãe e todo o respeito que havia evaporou. Por consequência, tornei-me numa criança fechada e solitária.

casos-in4Eu não tinha muitos amigos e associar-me com as pessoas era algo muito difícil para mim. Festas, vícios e envolvimentos com pessoas erradas definiam o meu dia-a-dia, naquela época. Eu só queria aproveitar a vida e esquecer o vazio que sentia quando a noite vinha. No fundo, eu queria mudar aquele estilo de vida, porém não havia ninguém que me ajudasse ou me encorajasse a tal. O pior momento da minha vida foi quando pensamentos de fugir começaram a atormentar a minha mente.

casos-in4Um dia eu arrumei as minhas malas e preparei-me para fugir de casa, mas o medo de ser apanhada impediu-me de fazê-lo. Continuei a viver a vida da mesma forma, a associar-me com gangues, e foi assim que eu conheci o Kieron. Ele pertencia a uma gangue que parava perto do meu bairro. Eu comecei a vê-lo regularmente e ele começou a interessar-se por mim.

Trocámos números e, então, a conversa fluiu. Embora o meu sentimento por ele foi crescendo, a nossa relação era extremamente problemática. A confiança entre nós não existia e por causa do nosso passado, havia muita raiva dentro de nós. Éramos infiéis um ao outro e discutir era a nossa forma de conversar.

Quando a mãe de Kieron saiu da prisão, ela começou a frequentar o Centro de Ajuda e lembro-me de quando o Kieron me disse que ela tinha mudado completamente. Ela, então, convidou-me, mas eu não queria saber daquilo. Kieron também foi algumas vezes e tentou convencer-me a ir, mas eu estava decidida a não ir. Eu não podia negar a mudança que eu tinha visto nele.

Ele tinha realmente mudado. O seu caráter, o seu comportamento, a maneira como ele falava comigo, enfim, tudo. Eu estava em busca de mudança há anos e eu não tinha conseguido encontrá-la, mas Kieron e a sua mãe conseguiram mudar. Porque é que eu não poderia? Depois de muito pensar, decidi tentar.

No minuto em que eu entrei, eu notei algo diferente. Não era o edifício em si, mas o ambiente. Eu conversei com uma das conselheiras sobre tudo o que estava a acontecer na minha vida e, sinceramente, foi a melhor coisa que eu já fiz. Senti-me livre e mais leve e ela não tinha nada além de palavras positivas para me alimentar. Eu continuei a frequentar as reuniões, especialmente, às Quartas-feiras, Sextas-feiras e Domingos. Estas reuniões ajudaram-me a livrar da negatividade que eu tinha permitido entrar na minha vida. Eu fui fiel à casos-in2Corrente de Oração, e, rapidamente, o meu interior foi envolto com uma paz sincera, algo que nunca tinha experimentado antes.

casos-in21O que marcou a mudança total na minha vida foi a Campanha de Israel. Eu decidi participar da Campanha para uma mudança no meu interior. Durante a reunião, quando ouvi sobre isso, eu sabia que era a hora de colocar a minha fé à prova. Durante esse período participei de reuniões regularmente, orei mais e vendi tudo o que era importante para mim, para cumprir o meu voto. Eu decidi fazer isso. Não foi nada fácil, mas, no fundo, eu tinha a certeza de que foi a melhor atitude de fé que eu poderia ter tomado.

O dia em que eu apresentei o meu voto no altar eu sabia que tinha feito a coisa certa, não importa o quão assustador parecesse ser. A mudança começou a acontecer. Eu e Kieron decidimos participar das sessões da Terapia do Amor aos Sábados para aprendermos a lidar um com o outro. Hoje, estamos casados há mais de dez meses, e a vida de casados é maravilhosa. É claro que enfrentamos problemas o tempo todo, mas somos capazes de lidar com eles de forma inteligente através de tudo o que tenho aprendido no Centro de Ajuda.”

Leanne Miller, Catford

 

 

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário