Irmãos de Sangue

a Glória de Deus, a vida de gangues, jogar futebol,

Irmãos de Sangue

Vingança, ódio e assassinato. Estes eram os sentimentos mútuos entre Fabian Moraes e seu irmão mais velho Max, até chegarem ao Centro de Ajuda. Max e eu estávamos prontos para matar um ao outro.

Lembro-me de tentar matá-lo enquanto ele dormia. Escondi a faca debaixo do meu travesseiro, e estava pronto para matá-lo.

Eu só parei porque ouvi os passos da minha mãe quando estava prestes a fazê-lo. Nós não tínhamos qualquer razão para nos odiarmos.

O engraçado era que, nas ruas era um pelo outro. Se alguém o atacasse, eu o protegia e ele fazia o mesmo por mim, mas, em casa, éramos inimigos.

As pessoas diziam que sentiam o cheiro de sangue quando lutávamos, de tão violentas que eram as brigas. Pura maldade – não há melhor discrição do ódio que tinha dentro de mim.

Eu era sempre convidado para ir ao grupo de jovens (VYG) jogar futebol, mas eu dava sempre desculpas e não ia. Eventualmente, aceitei o convite e a partir daí, comecei a frequentar as reuniões, conheci pessoas que foram libertas da negatividade. Percebi que o problema era comigo.

Algumas pessoas pensam que é fácil perdoar e esquecer, mas não é – para mim foi a coisa mais difícil de fazer.

As orações nas reuniões de sexta-feira deram-me forças para continuar e ficar livre de todo rancor e ódio. O desejo de matar o meu irmão tornou-se em desejo de salvá-lo.

Ele ainda era agressivo comigo e agredia-me, mas eu já não revidava. Foi essa atitude que fez ele perceber que eu tinha mudado.

Orei também pela minha família pois minha casa só haviam brigas! O mesmo problema que tive com o meu irmão, é igual ao que ele teve com meu pai, ele também preparou uma faca para tirar a vida dele. Lembro-me da primeira Campanha de Israel que eu fiz, foi para a mudança do Max, para que ele também frequentasse o Centro de Ajuda e largasse a vida de gangues, brigas e discotecas, enfim….

in2 E foi o que aconteceu, ele foi ao Centro de Ajuda e participando das reuniões mudou completamente. Hoje ele também é pastor. O mesmo trabalho que eu faço aqui na Inglaterra, ele faz no Brasil. Hoje somos verdadeiramente irmãos e somos uma verdadeira família. As pessoas que um dia viram-nos a lutar, hoje reconhecem o sucesso e a felicidade que nós encontramos.

Quem nos conheceu, julgava que a esta altura já nos tínhamos matado, mas para a glória de Deus, a nossa história é totalmente diferente.

O que você diria por aqueles que estão passando pelo mesmo problema?

Procure os erros em si mesmo. O início da mudança que você quer ver neles começa em si. A segunda dica, é a perseverar, não importa quanto tempo levará, acredite que Deus é capaz de mudá-los. Continue com a sua Corrente de Oração, se houver um propósito, participe por eles, porque funciona. Deus mudou toda a minha vida e da minha família, e pode mudar a sua também. ”

Pastor Fabian Moraes, Manchester

 

 

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário