Eu Decidi Ser Livre

“Embora vivêssemos sob o mesmo teto, não havia união entre meus familiares e eu. Meu relacionamento com meus pais não era muito bom e, às vezes, eu nem ao menos conversava com a minha irmã.

Além disso, eu não conseguia dormir direito. Ouvia vozes e via coisas estranhas que não faziam sentido para mim. Também sentia como se alguém estivesse me observando.

Foi minha irmã que me convidou para a Universal, e eu decidi aceitar seu convite. Conforme comecei a frequentar a igreja, entendi que meu relacionamento com a minha família e minhas experiências noturnas eram realmente um problema.

Me certifiquei de participar de eventos como o ‘Dia da Decisão’ e isso abriu meus olhos. A princípio, eu estava meio incerta, mas ao descobrir o que realmente estava por trás dos meus ataques espirituais, resolvi buscar uma mudança. Comecei a participar regularmente das reuniões semanais e essa foi a melhor decisão que eu poderia tomar, porque logo consegui voltar a ter noites tranquilas.

Porém, embora eu tenha alcançado mudanças, ainda queria mais. Me sentia um pouco frustrada pois havia momentos em que eu queria desistir. Foi então que percebi que a minha mente estava fraca e que eu precisava encarar meus problemas em vez de fugir deles.”

Naquele ponto, muitas pessoas teriam desistido, mas Thanusiya se apegou a uma palavra que estava sempre ouvindo na igreja: “perseverança.” Ela continuou participando das reuniões, até conseguir alcançar completamente a mudança que buscava há tanto tempo.

“Aprendi muito com aquela fase da minha vida. Embora eu tenha cometido erros ao longo do caminho, percebi que, através da fé e do poder da decisão, podia superar qualquer problema – físico ou espiritual. Hoje, sou livre. Não tenho mais ataques espirituais e tenho um bom relacionamento com meus pais. Minha família voltou a ser unida e há paz em meu lar.”

Thanusiya Keithes

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário