Estamos, finalmente, a viver o que nós imaginámos!

com muitos problemas, controle da minha vida, um vestido branco,

Estamos, finalmente, a viver o que nós imaginámos!Imagine viver a vida que você sempre sonhou; o casamento, a casa, o carro que você imaginava, apesar de parecer impossível.

Bem, Jethro e Stephanie podem provar a você que o extraordinário pode acontecer a qualquer um…

Jethro: Entrei no Centro de Ajuda como um mulherengo com muitos problemas. Eu iniciei a minha vida sexual muito jovem, uma experiência que levou a minha mente curiosa a querer saber mais e explorar o mundo adulto.

Na verdade, a minha vida sentimental era inexistente, eu só queria brincar com o sexo oposto.

Eu não valorizava as mulheres, simplesmente porque eu não considerava as suas necessidades emocionais, então eu as usava como objetos para satisfazer os meus desejos. Na minha vida nada estava a ir bem. Eu estava a enfrentar dificuldades financeiras por causa da minha situação ilegal no país, e devido à influência dos amigos, fui levado a cometer fraudes, roubar e a usar as pessoas para ganhar dinheiro. Mas eu estava infeliz. Eu tinha baixa auto-estima, pois eu pensava que a minha vida nunca iria mudar. Eu tinha sonhos, mas eles pareciam distantes; Eu queria ser bem sucedido e ter uma esposa que me completasse. Eu queria ter o meu próprio negócio e dirigir o meu próprio carro.

casos-5Stephanie: Somente quando comecei a frequentar o Centro de Ajuda é que comecei a acreditar num casamento feliz. Eu não tive a melhor infância e foi a partir daí que tudo começou a dar errado. Eu morava com a minha mãe, e a vida era boa até que ela começou a enfrentar problemas financeiros. Devido a isso ela decidiu que seria melhor para mim viver com familiares. Foi quando tudo começou. Aos cinco anos de idade, fui violada. Esse triste episódio tornou-me numa criança sexualmente curiosa.

Esse abuso durou oito anos. Eu sofria de ataques de pânico e insónias. Isso começou desde muito cedo. Para piorar eu sentia presenças estranhas na minha cama ou no meu quarto que me dominavam todas as noites. Eu chegava a lutar contra isso, mas acabava sempre por perder.

Às vezes, eu acordava e encontrava arranhões no meu corpo e, nas poucas vezes que eu conseguia dormir, eu acordava em pânico. Essas situações tiveram consequências negativas em mim, pois muitas das vezes ficava cansada e sonolenta na escola, devido a isso tornei-me numa pessoa muito tímida e fechada.

Ninguém sabia o que se estava a passar comigo. Depois vieram os pensamentos suicidas. Eu nunca tive a coragem de realizar o que eu tanto queria e tinha planeado na minha mente. Eu sonhava em casar-me com um vestido branco e fazer daquele dia, o dia mais feliz da minha vida ao lado do meu princípe. Mas, eu não tinha esperanças.

casos-in21Jethro: A minha irmã convidou-me para o Centro de Ajuda no momento certo. Ela não sabia que eu estava a pensar matar alguém. Eu comecei a participar do Centro de Ajuda até que a Campanha de Israel foi anunciada e eu vi aquilo como a minha oportunidade de ver o extraordinário na minha vida. Eu percebi que a minha vida só poderia mudar se eu dependesse de Deus completamente, então eu sacrifiquei pela minha vida espiritual. Eu sacrifiquei as minhas poupanças e vendi os meus bens materiais. Vender o meu computador portátil foi doloroso, porque eu o usava para tudo. Eu estava a fazer o extraordinário!

Stephanie: A minha mãe convidou-me para o Centro de Ajuda, eu comecei a fazer as Correntes de Domingos, Quartas e Sextas-feiras. Eu sabia que para eu progredir na vida, eu tinha de me livrar de toda a negatividade. Quando a Campanha de Israel chegou, eu sabia o que eu tinha que sacrificar, mas foi muito difícil fazê-lo.Eu tive de aprender a colocar a minha confiança na única pessoa que poderia me ajudar – Deus.
Eu sacrifiquei as economias que eu tinha acumulado por um longo tempo, o meu telefone novo e o meu salário. Eu queria uma transformação completa em todas as áreas da minha vida. Eu, aos poucos, consegui soltar os traumas do passado e perdoar aquilo que foi feito comigo.

casos-inJethro: A primeira coisa que aconteceu depois da Campanha foi a minha libertação. Eu decidi aplicar as coisas que eu estava a aprender e permiti Deus assumir o controle da minha vida. Assim, fui me libertando daquela natureza agressiva que eu tinha, deixei de ser mulherengo e enganador; era como se eu tivesse me tornado uma pessoa nova. Foi quando eu conheci Stephanie, que agora é a minha esposa. Nós começámos no Grupo Jovem (VYG) juntos. E agora estamos muito bem casados. Não há nada que não possamos fazer.

Nós recentemente voltámos de férias; vamos aos melhores restaurantes, comemos a melhor comida; não nos preocupamos com o dinheiro – esta é a vida que eu sempre imaginei ter e estou a vivê-la. O sacrifício que fizemos não se compara ao que temos agora.

Stephanie:
O nosso casamento é uma bênção; nós mudámos e as nossas vidas também mudaram. Tudo isso era um sonho, hoje é realidade. O nosso sonho tornou-se realidade através do poder do sacrifício.

Jethro e Stephanie Ezimako

 

 

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário