Dia da Revolta

Promessas de Deus, resposta de Deus, uma transformação de vida,


Há uma expressão comum que diz: “a vida não é justa” e há algumas pessoas que não fazem nada para mudar isso. Muitos aceitam a injustiça que é colocada em seus caminhos e vivem se lamantando e dizendo a torto e a direito: “Isso não é justo!” Mas, com o passar do tempo essas mesmas pessoas aprendem a se conformar com a situação e passam a conviver com seus problemas.

Já o domingo passado foi diferente para aqueles que além de não se conformar com a sua situação, tomaram uma atitude para mudá-la. Estamos falando daqueles que compareceram ao Centro de Ajuda para participar do Dia da Revolta e clamar a Deus por uma transformação de vida.

O clima da reunião ministrada pelo Bispo Edir Macedo foi de pura indignação, onde os participantes foram incentivados a colocar toda a sua energia em oração e clamor para remover os problemas de suas vidas através da fé. O conteúdo da reunião foi tão intenso que algumas pessoas deixaram o local sentindo que ao colocar em prática o que aprenderam, em breve, já não serão mais escravos dos seus problemas. Já outros tomaram a decisão, na ocasião, de receber orações fortes pela imposição das mãos, como uma ferramenta a mais para eliminar toda e qualquer negatividade em suas vidas.

O mais importante de tudo é que os participantes do Dia da Revolta entenderam que este evento marcou a resposta de Deus às suas ações. Para alguns, ele pode ter dito: “É hora de você se levantar e fazer alguma coisa, e agora vou subir e justificá-lo.” Para outros, porém, Ele poderia ter respondido: “Não é justo que você não seja fiel em seu dízimos e ofertas, não é justo que você diz que confia em Mim e ainda esteja ansioso em sua vida sentimental, não é justo que você procure outras vozes antes de ouvir a minha, não é justo que quando eu trago uma oportunidade para você ser abençoado, como a Campanha de Israel, você não toma parte nela, não é justo que quando você faz uma promessa a mim, não a cumpra, não é justo, não é justo, não é justo! ”

Quem compareceu ao evento sabe agora que a mudança de um caso aparentemente impossível é um processo em duas partes. Faça a sua parte e Deus fará o resto.

Para aqueles que estão realmente revoltados e são fiéis a Deus, o Dia da Revolta não acabou no último domingo, mas continuará até que vejam as promessas de Deus se cumprirem em suas vidas, porque a vida pode não ser justa, mas Deus é!

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário