Agrada-te do Senhor

a presença de Deus, dar o seu coração a Deus, entregam verdadeiramente, Senhor é Deus, vontade de Deus,

Quando nos colocamos sob a vontade de Deus, Ele supre as necessidades e os desejos do nosso coração

Por bispo Edir Macedo/ foto: Thinkstock

redacao@arcauniversal.com

Há pessoas que só se preocupam em satisfazer as suas vontades, e só veem no Senhor Jesus a solução de sua satisfação pessoal. Tais pessoas estão sempre buscando aquilo que tanto almejam e, se conseguem imediatamente se voltam em busca de outra coisa que lhes traga nova satisfação, e assim vão perdendo a comunhão com Deus. A preocupação constante delas é o  “pão nosso de cada dia”.  Embora seja justo que peçamos a Deus o suprimento de nossas necessidades, pois Ele é o nosso Senhor e Pai, contudo, na maioria das vezes, as pessoas estão tão voltadas para si mesmas e para a sua satisfação própria que se esquece de se dar a Deus. O Senhor Jesus, quando nos ensinou a orar, disse: “pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, venha a nós o teu reino, seja feita a tua vontade assim na terra como no céu”, e então, “o pão nosso de cada dia dá-nos hoje…” (Mt. 6.9). Muitas vezes as pessoas não recebem as bênçãos em suas vidas, porque lhes falta esse conhecimento, e porque se esquecem de primeiro dar o seu coração a Deus.

No Salmo 37:4, está escrito: “Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará aos desejos do teu coração”. Sabe, leitor, como as bênçãos começam a surgir em nossa vida? Quando deixamos de nos preocupar com as coisas que queremos.

Muitas vezes agimos como criancinhas, pois não somos pacientes e aquilo que queremos deve vir imediatamente. Cobramos de Deus logo uma resposta, porque está escrito: “Pedi e ser-vos-á dado”. E, muitas vezes, a ansiedade é tanta, que o diabo entra em cena e nos dá o que tanto almejamos, só para  destruir a nossa vida. E falhamos porque somos precipitados e entramos por um caminho de  busca, de insatisfação e de querer. Quantas vezes dizem: “Já orei, jejuei, outros já oraram por mim, não obtive resposta…” E até esfriam na fé, porque estão ansiosas  por conseguir aquele objetivo, que se esquecem que só o Senhor é Deus. Elas se esquecem de que primeiro o Senhor deve ser louvado e glorificado, que primeiro devemos nos agradar dEle e amá-lo sobre todas as coisas. Quando há essa entrega na vida das pessoas, então elas se esquecem de si mesmas e entregam verdadeiramente o seu coração e as suas necessidades nas mãos de Deus. O objetivo constante delas torna-se em agradar ao Senhor, porque passam a reconhecer a Sua bondade em todas as circunstâncias, e a compreender que em “tudo devemos dar graças” (I Ts:4.18).

E sabe o que acontece quando a nossa primeira preocupação é agradar sinceramente ao Senhor, de todo o nosso coração? Ele também se agradará de nós.

Qual é o pai que não se preocupa em dar o melhor para o seu filho, principalmente quando este filho o respeita e faz tudo para agradá-lo?

Tenho como exemplo a minha própria vida, pois tudo aquilo com o qual me preocupei, e que busquei ansiosamente não deu em nada. E quando deixei de lado, e procurei sinceramente fazer a vontade de Deus, então, as bênçãos começaram a surgir em minha vida.

Quando nos colocamos sob a vontade de Deus, então Ele, que conhece as nossas necessidades e os desejos do nosso coração e  sabe tudo a nosso respeito, “nos dará graciosamente todas as coisas”. Ele que respeita a nossa vontade, sabe o que nos agrada, muito mais do que nós mesmos. E se aquilo o que desejamos é justo e não prejudica ninguém, Ele permitirá que nós o tenhamos.

Leitor, glorifique ao Senhor com o seu coração e com as suas atitudes, e a presença d’Ele em você será tão grande, que as pessoas ao redor vão ver a luz de Cristo em sua vida. E aqueles problemas grandes que você enfrenta vão se tornar diminutos, porque a presença de Deus em você lhe dará forças para lutar e vencer.

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário