Minha herança…

atenção de Deus, pedi a Deus, Presença de Deus,

inÉ isto mesmo, recebi uma herança que me recusei a tomar posse… Eu só tive maus exemplos relacionados a vida sentimental na minha família. Primeiro os meus avós sofreram por motivos de traição, a seguir, meus pais divorciaram-se por motivos de violência doméstica e traição, depois o meu irmão também não sucedeu nos seus dois relacionamentos.

Por último, a minha vida sentimental era completamente destruída. Nenhum dos meus relacionamentos davam certo, quando pensava que tinha encontrado a pessoa certa, logo descobria que ele não gostava de mim e que só queria me usar. A partir de aí, passei a fazer o mesmo com e eles. Lembro-me de que descobri que o meu parceiro na altura traio-me, eu decidi traí-lo da mesma maneira. Quando perguntavam se queria casa-me, a resposta era rápida e bem clara – NÃO.

Para mim os homens eram todos iguais… não prestavam. Era desilusão atrás de desilusão. Quando conheci o Senhor Jesus, aprendi que as coisas não eram como eu pensava. Ainda havia esperança, resolvi dar uma nova chance a mim mesma. “Já estou na presença de Deus, nada mais poderia dar errado”, pensava eu…

Infelizmente gostava sempre da pessoa errada, ou não gostava de quem gostasse de mim. O sofrimento continuava, eu chorava muito porque não entendia o porque de tudo aquilo e para piorar a situação, o fato de já estar na presença de Deus.

As rejeições e situações menos confortáveis faziam-me infeliz. Em 2008 mudei-me para Irlanda, e mesmo aqui fui desapontada e até humilhada por causa do meu físico.

Em 2010, assistindo a um testemunho da Fogueira Santa, entendi o que eu tinha feito de errado até aquele ponto. Deixei a voz do coração falar sempre mais alto que a inteligência.

Logo, decidi que ia mudar. Ia quebrar aquele ciclo de maus relacionamentos sentimental na minha família. A Fogueira Santa de Agosto de 2010 foi uma das que mais me marcou por causa da mudança causada na minha vida sentimental. Pedi a Deus que falasse comigo, que pedisse o que quisesse, e Ele pediu.

Dormi no chão por quase 40 dias, fiz jejum, orava de 3 em 3 horas durante a madrugada, do salário que recebi, separei o dízimo e sacrifiquei. Ainda assim não estava satisfeita, decidi caminhar da Igreja para casa e de casa para a Igreja. Posso dizer este foi um dos momentos mais difíceis da campanha. Eu não gosto de andar, e fiz 5 horas na primeira caminhada debaixo de muita chuva.

No dia da entrega do voto saí de casa as 4h da manhã para entregar meu voto na primeira reunião da manhã. Confesso que não foi fácil. Pensei em desistir mas a certeza de que o sacrifício que eu apresentava chamava a atenção de Deus fez-me seguir em frente.

No mês seguinte, conheci o homem que hoje é meu esposo. Isso só mostra que a bênção que Deus tinha guardado para mim, só me foi concebida uma vez que eu dei ouvidos a Sua voz. Hoje amo e sou amada. Deus deu-me muito mais do que eu tinha pedido. O meu esposo me completa, ele é especial e faz-me muito feliz.

Ana Santos e Ivan Gomes, Irlanda

Gostou? Então compartilha:

Deixe um comentário